Enquanto pensarmos que somos Mulheres/Homens… Não existirão Pessoas.


          Vivemos num mundo, onde a diferença, é a única coisa igual. Onde a diferença fez dois sexos! Onde a diferença fez Homens e fez mulheres! Onde a diferença fez diferenças.

          Obra de Deus talvez, o facto de terem sido criadas duas “equipas” distintas, mas foi obra nossa, todas as desavenças originadas entre cidadãos que somos. Nós como Homens, somos culpados te todas estas complicações, não digo cada um de vós em particular, porque nem todos temos culpa, mas basta alguém do nosso género ou “grupo” estragar tudo, que levamos todos por tab

          Homens, violar uma mulher para quê? Usar armas de fogo com que finalidade? Pensarmos que somos os donos do mundo com que argumentos? Não ajudarmos quase nada em tarefas domésticas para fazermos o quê? Matarmos e espancarmos quem amamos para depois sofrermos? Usarmos linguagem simples e crua com pessoas do sexo oposto com que razão

           Mulheres, é facto que homens passaram a não valer nada depois de todos os erros que cometemos. Mas se repararem com atenção, tanto Homens como Mulheres erram. Pessoas erram. Humanos erram. Uns com mais frequência que outros é verdade, mas há que saber distinguir personagens reais de fictícias, assim como temos de saber distinguir sexo de amor.

          Sinceramente, acho que todos os homens se deviam meter todos os dias na pela das suas mulheres, filhas, mães, etc, para que sintam que, para ter uma casa não basta paga-la, mas sim pô-la a funcionar. Há que ter respeito pelo sexo oposto, ajudar sempre que possível e estar presente como Homem e Pessoa.

          Isto tudo para dizer que, se queremos um Mundo mais unido, ajudar as mulheres é um dos primeiros passos a seguir. Está na mão de cada Homem seguir esse Passo. Não queremos ser apenas Homens e Mulheres num Mundo desigual. Queremos ser todos iguais a lutar pelo mesmo.

Artigo “Enquanto pensarmos que somos Mulheres/Homens… Não existirão Pessoas.” by Paulo Alexandre Henriques, Edições 2012

Anúncios

~ por Paulo Alexandre Henriques em Outubro 7, 2012.

4 Respostas to “Enquanto pensarmos que somos Mulheres/Homens… Não existirão Pessoas.”

  1. concordo contigo que já estar na hora de todos damos as mão pro outros e lutamos unidos se o sexo feminina é flagio caber a o homem deveria apoiar e estar sempre juntos caminhando os dois sexo pra frente

  2. Em princiípio gostei do artigo, e particularmente por ter sido escrito por um homem. Mas a frase “ajudar as mulheres é um passo a seguir” sinceramente incomodou-me. Nunca entendi muito bem a noção que se um homem partilhas os trabalhos domésticos ou responsabilidades com os filhos isso seja considerado “ajudar” mas que o trabalho remunerado feminino não seja considerado como uma “ajuda” aos homens, pois se as mulheres são desta forma subtil responsabilizadas pela actividade doméstica então não lhes corresponde a tarefa de ganhar dinheiro para equilibrar as despezas da casa. Em realidade, uma relação, qualquer relação entre seres humanos, inclui responsabilidades e obrigações assim como tarefas que precisam de ser efectuadas para que tudo funcione dentro das normas e a relação e todos os que fazem parte dela (conjuges e/o filhos, etc) possam progredir e se sentirem felizes e realizados. Conferir a esfera doméstica à mulher, considerando que qualquer participação masculina na mesma é uma “ajuda”, perpetua a divisão que pretendemos eliminar. Possivelmente deveriamos pensar que numa relação há uma serie de tarefas que tem que ser feitas, e que as mesmas devem ser feitas por um dos participantes nessa relação de acordo com as suas disponibilidades, claro tendo sempre em consideração a distribuição o mais igualitária possivel da carga horaria dos parceiros em questão. Para uma mulher que trabalha, sentir-se responsavel pelas tarefas domésticas efectivamente corresponde a ela ter uma carga de trabalho de 200% em relação ao seu parceiro. Dividir essas tarefas e responsabilidades não é uma “ajuda”, mas apenas uma questão de respeito e de justiça.

  3. “…dizem que a mulher é sexo frágil, mas que mentira absurda. Eu que faço parte da rotina de uma delas, sei que a força está com ela…”
    Já vi muitos e muitos homens violentos serem abandonados na porta de suas mulheres. Conheci um fraco homem violento, que depois de perder TUDO, foi jogado no portão de sua forte esposa fraca.

    A verdade, digo isso com a experiência de quem ja está a 45 anos convivendo com muitas mulheres, seja mãe, que já se foi, seja esposa, filha, irmã, sogra, vizinhas, colegas de trabalho ou as milhares para as quais já preguei pelas igrejas que passei. Fato é: A mulher exerce um papel fundamental na vida do homem e vice-versa, independente, inclusive, da opção sexual. Todavia, quanto a mulher, em especial, aprendi que são sempre férteis. A mulher gera a vida, a mulher dá vida a tudo que é criado pelos “homens”. Uma mulher, ainda que não tenha útero, será sempre capaz de gerar vida. Na igreja, por exemplo, são as mulheres que, em sua união, apesar de todos os conflitos gerados no convívio entre elas, que mantém as famílias unidas e também são elas que, com sua sensibilidade de mãe e dona de casa, entram na casa dos menos favorecidos e tiram um pouco do pouco que possuem para lhes dar um pouco mais do que suas agradáveis palavras. O homem inteligente apoia e ama. Dinheiro pode vir do homem ou da mulher, a louça, pode ser lavada por um homem ou por uma mulher. Nunca vi comerciante recusar dinheiro de mulher e nem louça suja rejeitar as mãos masculinas, Mas dentro de uma instituição, seja uma família, uma igreja ou uma empresa, o lugar de uma mulher, não pode ser ocupado, com excelência, por um homem. Interessante: Conheci uma igreja em São João de Meriti, que é liderada por uma pastora e por uma dezena de missionárias que lhe auxiliam. A igreja não para de crescer, mas nunca vi nenhuma igreja prosperar, quando a União Feminina não existe ou está doente. As diferenças existem para igualar, pois na relação entre as pessoas, se não houver diferenças e respeito não haverá unidade humana. O homem nasceu primeiro…o homem requer a primazia para si…conheci um poeta que explicou, que é certo o homem ter nascido primeiro, pois “o original vem sempre depois do rascunho.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: